Amargor: Saiba calcular o IBU da cerveja

Domine a fórmula e não erre mais na hora de calcular o amargor


Quem aprecia uma boa IPA, por exemplo, já deve ter ouvido falar do tal IBU. Neste post, nós falaremos sobre um dos temas que mais atraem os lupulomaníacos: o amargor da cerveja.

O lúpulo é o grande responsável pelo amargor e por uma parcela de aromas e sabores que compõem a cerveja. Por isso é essencial que saibamos quais os objetivos que buscamos com ele em nossa receita.


O IBU (International Bitterness Units) é utilizado para calcular não só o amargor da cerveja, mas de diversas outras bebidas também, sendo uma unidade de medida padrão para esse fim.


Os valores de IBU são iguais à concentração de iso-alfa-ácidos diluídos na cerveja, seguindo a regra 1 IBU = 1mg de iso-alfa-ácido por litro.


Considerando a fórmula de Glenn Tinseth, a mais utilizada, é necessário levar em conta a quantidade de lúpulo utilizada, o índice de alfa ácido do lúpulo, a densidade do mosto, o tempo de fervura e o volume final de cerveja, como na fórmula a seguir:


IBU = U x P x A V


Onde:

U = Utilização (veja a tabela abaixo);

P = Peso do lúpulo (em mg);

A = Unidades de alfa ácido (em decimal, ex: 6,5% = 0,065);

V = volume de cerveja (em litros).



Um ponto a se levar em consideração na hora de se utilizar essa fórmula é o tipo de lúpulo que você pretende utilizar: em flor ou pellet. Com a utilização de lúpulo em pellet você deverá acrescentar + 10% ao valor final de cada adição, pois esta tabela leva em consideração a utilização de lúpulo em flor.


Para cada adição de lúpulo em diferentes tempos é necessário realizar um novo cálculo. Para obter o IBU total, basta somar os valores de cada adição.

© 2018 Eureka Insumos Cervejeiros

  • Preto Ícone Instagram
  • Black Facebook Icon