5 Formas de Harmonizar Cerveja

Harmonização – Como o nome já diz, a harmonização tem como objetivo prover a harmonia entre alimentos e a cerveja, de forma que o resultado entre a combinação de ambos seja melhor do que o resultado que se obteria consumindo cada um de forma individual.



Para que uma harmonização aconteça de forma perfeita, é preciso que tanto o alimento quando a bebida esteja ao mesmo tempo na boca e em quantidades equivalentes. Existe praticamente quatro formas de harmonizar uma cerveja com um alimento que podem ser trabalhadas individualmente ou de forma combinada. Quanto mais combinação uma harmonização possuir, melhor será a sua experiência.


Equilíbrio Tanto a cerveja quanto o prato devem ter um equilíbrio de forças, ou seja, se você está provando uma cerveja mais leve como a Weiss (trigo), escolha pratos leves como carnes brancas para realizar uma harmonização por equilíbrio. Caso esteja provando um prato mais suculento como uma feijoada, equilibre com cervejas mais potentes e encorpadas.


Semelhança Combine cervejas com pratos de sabores semelhantes. Por exemplo, uma feijoada harmoniza muito bem com uma cerveja do estilo Rauchbier uma vez que tanto o prato quanto a cerveja possuem sabores e aromas de embutidos, bacon, etc. Outro bom exemplo seria apreciar uma cerveja com sabores e aromas mais torrados (café, chocolate amargo) com sobremesas como bolos de chocolate.


Contraste Para se harmonizar utilizando o contraste, devemos levar em consideração em cada um (na cerveja e no prato) elementos que contrastem entre si. Exemplos de elementos contrastantes são gordura da comida x álcool/carbonatação da cerveja, doçura x acidez, umami x caramelização e por ai vai, lembrando que em nenhum caso um sabor deva superar o outro. Um bom exemplo de harmonização por contraste seria um hambúrguer artesanal com uma cerveja do estilo India Pale Ale onde haveria o contraste da gordura com alto teor alcóolico da cerveja, além de contrastar o “doce” da tosta da carne com o amargor da cerveja.


Complemento Esse tipo de harmonização funciona para pratos onde a cerveja entraria como um complemento a receita do prato. Por exemplo, poderíamos apreciar uma cerveja de aroma e sabor mais torrado (chocolate) com sorvete de creme, formando assim uma versão diferente de petit gateau. Esse método funcionaria também para a tão citada feijoada, que seria perfeitamente acompanhada de uma Witbier que faria o papel da laranja, fruta cítrica que muitas pessoas colocam como acompanhamento nesse prato.


Cultural Podemos acrescentar ainda uma quinta forma de harmonizar cerveja e alimento que é através da cultura de cada região que está apreciando tais alimentos e bebidas. Um bom exemplo é que no Brasil é muito comum tomar uma cerveja mais leve como a Pilsen com um prato pesado como a feijoada. Se levarmos em consideração as regras anteriores, não caberia uma harmonização entre ambos, porém devido a isso ser algo muito comum em nossa cultura, essa harmonização acabou se tornando possível e muito apreciada.


Texto: Fábio Gonçales Contato: fabio.goncales@eurekatrading.com.br Cel.:  (19) 98885.4149


Fábio Gonçales é Sommelier de Cervejas formado pelo Instituto da Cerveja Brasil (ICB) e Representante Comercial da Eureka Insumos Cervejeiros

Texto originalmente publicado em http://www.fustom.com.br/5-formas-de-harmonizar-cerveja/

© 2020 Eureka Insumos Cervejeiros

  • Preto Ícone Instagram
  • Black Facebook Icon